Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Eleições 2016; Segundo especulações, oposição conversa, deve se unir e lançar um único candidato em Igaracy...



Sobre 2016, a política em Igaracy anda meio confusa. A chapa que venceu as eleições em 2012, Deusinha e Nico, respectivamente prefeita e vice prefeito, hoje encontram-se rompidos e o vice deve abraçar o nome que saia candidato contra a atual Prefeita. A oposição desde 2012 vem sendo liderada por Lídio Carneiro (PTB) que foi o segundo colocado naquelas eleições e vem se destacando como a melhor opção para representar os partidos de oposição. Cogitam-se uma união entre o grupo de Lídio Carneiro, o grupo de Celino Farias (ex prefeito e irmão de Djacy Brasileiro) e Emanuel Campos que também rompeu com a atual prefeita e hoje abraça a oposição. A força dos grupos de oposição citados acima, foi mostrada na ultima campanha eleitoral de 2014, onde os deputados estaduais foram muito bem votados e juntos (os votos de Branco Mendes e Dinaldinho) ultrapassaram e muito os votos do deputado da atual prefeita (que foi Ricardo Barbosa) e para deputado federal a soma dos votos foi ainda maior.  Caso uma união entre esses grupos de oposição aconteça, a atual prefeita terá dificuldades em colocar um candidato a vice, porque ficaria sem nenhum outro grupo de peso para indicar um nome que tivesse força política suficiente para decidir a campanha em 2016.
Por enquanto é muita especulação e conversas nos bastidores, mais o que há de concreto é um pensamento da população que comungam hoje da ideia do próprio Djacy Brasileiro, que com sua experiência política disse na ultima sexta feira (28) em uma reunião em Itaporanga que “a hora é de lançar novos nomes na política da região”.

IBGE mostra aumento populacional das cidade do Vale do Piancó: Igaracy teve diminuição da população - VEJA:

De 1º de julho de 2014 a 1º de julho deste ano, o Vale ganhou apenas 49 novos moradores, e sua população passou para 157.163 habitantes, um crescimento de 0,03%, o mesmo percentual registrado no prognóstico anterior, com base na nova estimativa populacional divulgada na última sexta-feira, 28, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O crescimento poderia ter sido maior, mas dez municípios reduziram moradores, enquanto Itaporanga e outros nove tiveram aumento populacional.

              
Assim como na estimativa do ano passado, os municípios que perderam e ganharam moradores na deste ano foram os mesmos. Em relação aos que reduziram habitantes, destaque para Olho D’água e Boa Ventura, que são os que mais vêm perdendo moradores.
              
A perda de Olho D´água foi de 70 pessoas, enquanto que a de Boa Ventura chegou a 67. Também reduziram moradores os municípios de Santana dos Garrotes (-47); Santana de Mangueira (-34); Nova Olinda (-29); Ibiara (-26); Diamante (-22); Igaracy (-9); Aguiar (-7); e Curral Velho (-3).
              
Pelo outro lado, os outros dez municípios regionais apresentaram crescimento populacional, o que, embora baixo, contribuiu também para a região não ter registrado queda em seu contingente geral. O destaque, mais uma vez, foi Itaporanga, que ganhou 182 moradores e sua população passou para 24.499 residentes, se mantendo como o município mais populoso da região.
              
O segundo aumento absoluto de moradores foi de Piancó: o crescimento foi de 56 pessoas, levando o município a 15.985 habitantes, continuando com o terceiro maior contingente regional. O segundo mais habitado do Vale é Conceição, que ganhou 44 pessoas e passou para 18.860. Já Coremas, o quarto mais populoso, igualmente teve aumento de nove moradores pelo segundo ano consecutivo e sua população cravou em 15.409 pessoas.
             
Também continuaram ganhando habitantes os municípios de São José de Caiana (+25); Emas (+22); Serra Grande (+11); Catingueira (+8); Pedra Branca (+5); e Santa Inês (+1).

Apesar de pertencerem à Região Metropolitana de Patos, a Folha contabilizou a população de Catingueira e Emas ao contingente populacional vale-piancoense por serem municípios que integram a bacia hidrográfica regional.
            
Representação dos quatro maiores – A população conjunta de Itaporanga, Conceição, Piancó e Coremas chegou a 74.753 pessoas e representa 47,5% da totalidade dos habitantes do Vale. Em 2014 a representatividade era de 47,3%, e, em 2013, de 47,2%.
             
Novo ranking populacional do Vale - Segundo a estimativa do IBGE para 2015, a população de cada um dos 20 municípios do Vale, em ordem decrescente, é a seguinte: Itaporanga 24.499 habitantes; Conceição 18.860; Piancó 15.985; Coremas 15.409; Santana dos Garrotes 7.113; Olho D’água 6.646; Diamante 6.591; José de Caiana 6.231; Igaracy 6.191; Nova Olinda 5.999; Ibiara 5.974; Boa Ventura 5.473; Aguiar 5.573; Santana Mangueira 5.223; Catingueira 4.920; Pedra Branca 3.796; Santa Inês 3.594; Emas 3.485; Serra Grande 3.078; e Curral Velho 2.523.
             
Números nacionais – Em um ano, a população do Brasil foi para 204.450.649, um aumento de 0,82%, o que corresponde a 1.682.087. O estado de São Paulo continua sendo o mais populoso do país: são 44.396.484 pessoas. Já o município de São Paulo possui 11.967.825 habitantes, também o maior em população.
             
Números estaduais - Em relação à estimativa anterior, a Paraíba cresceu 0,71% e sua nova população é de 3.972.202. O estado é o 13º mais populoso do país e o 5º do Nordeste. João Pessoa continua sendo o município mais habitado do estado: a capital tem, agora, 791.438 pessoas. Já Campina Grande, o segundo mais populoso, pulou para 405.072 moradores. No Sertão, o mais populoso continua sendo Patos: sua população atual é de 106.314 habitantes, o quarto maior contingente paraibano. O terceiro mais populoso é Santa Rita, com 134.940 moradores.

www.folhadovali.com.br

sábado, 29 de agosto de 2015

Com segurança reforçada, Câmara de Diamante julga contas e deixa ex-prefeito inelegível

  Por Redação da Folha – A sessão da Câmara Municipal de Diamante na manhã deste sábado, 29, teve a segurança de três guarnições da Polícia Militar, mas não precisou de intervenção policial, porque tudo transcorreu tranquilamente sob a presidência do vereador Coronel Fonseca. “Foi tudo dentro da normalidade, e a Câmara cumpriu o seu papel de forma ordeira e democrática”, comentou o vereador-presidente.
 
                A sessão atraiu um bom número de pessoas em função de sua pauta: o julgamento das contas de 2012 do ex-prefeito Hércules Mangueira (PMDB), que foram rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado em razão de supostas irregularidades.

                O ex-prefeito precisava de seis votos para derrubar o parecer da corte contábil, mas não conseguiu: o resultado foi um empate de 4x4, ou seja, quatro vereadores votaram favorável às contas de Hércules e quatro foram contra. Isso significa que o parecer do tribunal foi mantido e Hércules Mangueira se torna inelegível para as eleições municipais de 2016. Apenas um vereador não compareceu à sessão.

                Sem poder ser candidato, Hércules tem dois caminhos agora: poderá apoiar a atual prefeita, Marcília, que integra o seu partido, ou lançar um outro nome, que pode ser, inclusive, um irmão do ex-prefeito.

Em um gesto de grandeza e humildade Djacy Brasileiro diz que não disputará prefeitura de Itaporanga e ainda cita que a política precisa de nomes novos...

À cerca de um ano para a reta final das eleições municipais vindoura líderes que compõe as oposições no município de Itaporanga reuniram-se na noite desta sexta-feira (28) e deram o primeiro passo para a construção do projeto político/administrativo que será disponibilizado aos itaporanguenses como alternativa ao atual governo Audiberg Alves (PTB). Dessa reunião a decisão mais destacada foi o anúncio feito aos presentes, pelo ex-deputado e ex-prefeito Djaci Brasileiro (PSDB) de que não será candidato e que irá apoiar o nome que melhor estiver colocado nas pesquisas que serão feitas daqui pra frente.
Essa foi a primeira reunião das oposições visando a disputa eleitoral do ano que vem. Logo após o anúncio feito pelo ex-prefeito ficou decidido que serão trabalhados alguns nomes dos grupos que fazem a oposição, o que será feito a partir de outubro próximo. "Não serei mais candidato porque acho que Itaporanga precisa de gente nova, sangue novo, e estarei trabalhando por esse nome que será escolhido entre vocês depois das pesquisas a serem feitas para saber a opinião do povo. Vou trabalhar como se fosse pra mim porque o nosso objetivo é um só: defender Itaporanga sempre", afirmou Djaci.
Com isso, acaba o rame-rame que corria nas rodas políticas sobre uma possível candidatura do ex-prefeito. Com sua decisão de não ser candidato as oposições irão trabalhar nomes que já surgem dentro dos grupos políticos, tendo a união como mola mestra. Ficou definido que a chapa oposicionista, candidato a prefeito e a vice-prefeito, sairá desses grupos.
 
Além do ex-prefeito Djaci Brasileiro, estavam presentes os vereadores Ricardo Pinto, Nenèm de Adailton [atual presidente da câmara], Jacklino Porcino, João Guimarães e Ivanilto Palmeira; a vereadora Izabelle Mendes está viajando, mas mantém-se coesa com as oposições; presença também do ex-vice-prefeito Nosman Barreiro; o ex-vereador Zé Porcino; o médico Tarciano Carnaúba mesmo de plantão na UPA-Piancó ligou para reafirmar sua disposição de construir a união e chapa das oposições; presença ainda do empresário Rangel Guimarães; do empresário Neném de Jeová; dentre outros dirigentes de partidos, empresários e demais líderes políticos.
Nas eleições de 2012, Djaci perdeu para o atual prefeito Audiberg por uma diferença de apenas 192 votos. O candidato a ser ungido pelas oposições vai pro embate contra o prefeito, que deve disputar a reeleição.
 

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Tradicional Missa do Vaqueiro do Parque de Vaquejada Dionísia Moisés será no dia 4 de setembro, em Nova Olinda...


A tradicional Missa do Vaqueiro do Parque de Vaquejada Dionísia Moisés em Nova Olinda, no Vale do Piancó, será realizado no dia 4 de setembro de 2015.

O evento que já é tradição no município e Região, estar no seu 8º ano. 

Os organizadores do evento tem a honra de convidar toda Vaqueirama do nosso município e Região para participarem deste evento cultural e também Religioso.

O evento acontece na abertura da festa de Nossa Senhora dos Remédios, no sítio Santa Cruz, ás 8h da manhã, com uma missa com o Pároco João Romão.


Após a missa é realizado uma confraternização com a vaqueirama e logo em seguida a Cavalgada saindo do Parque de Vaquejada e fazendo um percurso pelas principais ruas da cidade ao som de música de gado, chegando a Matriz de Nossa Senhora dos Remédios com benção e homenagens. 
Venha participar com sua família neste momento de muita fé, emoção e alegria.

Organização: Família Moisés, Vaqueirama e Pe. João Romão.

Blog do Ary Ramalho

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Mais um aumento: Conta de energia fica 10,17% mais cara em 216 municípios da Paraíba a partir de sexta-feira

Kleide Teixeira
Duzentos e dezesseis municípios paraibanos vão pagar mais caro pela energia elétrica. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (25) o reajuste tarifário da concessionária Energisa Paraíba. Para os consumidores residencias, o aumento será de 10,17%. Os novos valores serão aplicados já a partir da próxima sexta-feira (28) e vai atingir 1,3 milhão de unidades consumidoras, localizadas nas cidades atendidas pela empresa.
Para calcular o reajuste, a Agência considera a variação de custos que a empresa teve no ano. O cálculo inclui custos típicos da atividade de distribuição, sobre os quais incide o IGP-M, e outros custos que não acompanham necessariamente o índice inflacionário, como energia comprada, encargos de transmissão e encargos setoriais. Os outros índices aprovados pela Aneel foram os seguintes: Alta Tensão em média (indústrias) 11,47%, Baixa Tensão em média 10, 51% e Média 10,79%.
O efeito médio da alta tensão refere-se às classes A1 (>= 230 kV), A2 (de 88 a 138 kV), A3 (69 kV) e A4 (de 2,3 a 25 kV). Para a baixa tensão, a média engloba as classes B1 (Residencial e subclasse residencial baixa renda); B2 (Rural: subclasses, como agropecuária, cooperativa de eletrificação rural, indústria rural, serviço público de irrigação rural); B3 (Industrial, comercial, serviços e outras atividades, poder público, serviço público e consumo próprio); e B4 (Iluminação pública).

Aprovado projeto de Cássio que facilita o ingresso de pessoas com deficiência às universidades...


Para promover a igualdade social no Brasil, a Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovou por unanimidade, nesta terça-feira (25), o PLS 46/2015 de autoria do líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), que facilita o ingresso de pessoas com deficiência às universidades públicas e às escolas federais.

“A Comissão de Educação do Senado cumpre o seu papel demonstrando o compromisso com as pessoas com deficiência e tenho certeza de que vamos construir um Brasil melhor com a sanção presidencial desse projeto", disse Cássio.
A matéria, que foi relatada com o brilhantismo e o talento do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), supre as razões do veto apresentado pela presidente Dilma.

Avaliação

A proposta do líder altera a Lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012, conhecida como Lei de Cotas, para acrescentar um percentual de vagas a serem preenchidas. Em sua justificativa, Cássio Cunha Lima explica que o objetivo do projeto é reparar um erro na “lógica das cotas”.

Em seu projeto Cássio também propôs que, no prazo de dez anos, a contar da publicação da lei, promova-se a revisão do programa especial para o acesso de estudantes negros, pardos, indígenas e de pessoas com deficiência, bem como daqueles que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas e nas instituições de educação superior.

“É preciso avaliar constantemente se a política educacional adotada está alcançando o efeito desejado, que é a preparação profissional mais adequada da nossa população e se, de fato, o acesso possibilitado pela legislação está surtindo os efeitos positivos na sociedade, que é o que todos desejamos”, destacou o senador.

O PLS 46/2015 segue agora para ser apreciada pela Câmara dos Deputados.

Elogios na comissão

Durante a votação da matéria na CE, alguns senadores aproveitaram para parabenizar a valiosa colaboração que Cássio Cunha Lima e Antonio Anastasia proporcionaram às pessoas com deficiência.

Senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), relator da matéria

“Eu quero cumprimentar o senador Cássio e dizer que esse projeto de lei veio em excelente hora, exatamente em razão do veto ao Estatuto em relação à inclusão. É um projeto extremamente importante e positivo, que vai suprir uma injustiça que estava sendo feita com as pessoas com deficiência”.

Senador Romário (PSB-RJ), presidente da Comissão de Educação

“Parabenizo o relatório do senador Antonio Anastasia e o autor desse grande projeto, senador Cássio Cunha Lima. Eu quero também lamentar mais uma vez a falta de sensibilidade da nossa presidente da República, Dilma Rousseff”.

Senador Paulo Paim (PT-RS)

“A iniciativa do projeto do senador Cássio Cunha Lima e o relatório do senador Antonio Anastasia completam algo que nós já tínhamos discutido no Estatuto, mas que a partir do veto se abriu uma lacuna. É muito bom que esse projeto resolve essa questão. É bom para o Estatuto, bom para as pessoas com deficiência. Ficam aqui os meus cumprimentos ao senador Cássio e ao relator, senador Antonio Anastasia”.

Senador Hélio José (PSD-DF)

“Eu quero parabenizar o senador Cássio Cunha Lima e o senador Anastasia e o meu voto será sim ao projeto”

Percentual

O PLS 46/2015 estabelece que “em cada instituição federal de ensino superior e de ensino técnico de nível médio, em proporção ao total de vagas no mínimo igual à proporção respectiva de negros, pardos, indígenas e de pessoas com deficiência na população da unidade da Federação onde está instalada a instituição, segundo o último censo do IBGE.
Do Blog do Gordinho

Ônibus de Turismo cai de uma altura de 10 metros e seis passageiros saem ilesos, no Vale do Piancó...


Um acidente envolvendo um ônibus de turismo foi registrado na madrugada do domingo (23), na altura do Sítio Poço dos Cachorros, município de Curral Velho (PB).

De acordo com as informações, o veículo seguia para a cidade de Itaporanga, onde iria colher passageiros e viajar para o Estado de São Paulo.

(Ônibus falto freios)

Seis pessoas que estavam dentro do ônibus, entre eles o motorista, saíram ilesos após cair de uma altura de aproximadamente 10 metros. Testemunhas informaram que o ônibus faltou freio em uma ladeira. O local fica cerca de 11 quilômetros distantes da cidade.

Do DiamanteOnline    

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Advogado igaracyense mostra revolta contra abandono do prédio onde funcionaria o Fórum e diz no facebook que ele e dona Socorro Lira foram os únicos que brigaram pala construção...



Veja abaixo o comentário de Dr. Nouzinho:

COMARCA DE IGARACY. (Do sonho a frustração). 
 
Abandonado e deteriorando, servindo apenas de morada pra morcegos. Em janeiro de 1997 iniciei a luta pra criação da Comarca contei apenas com a colaboração de Dona Socorro Lira, esposa de Dr. Olívio. Na medida dos acontecimentos começaram, aparecerem os pais da criança. Hoje, completamente abandonado e caindo, não aparece nem pai e nem mãe. Só resta agora, a população de igaracy decidir o que fazer desse prédio. porque informações de membros do TJPB, não mais abrirá o Fórum. porque decidiram criar uma terceira vara em Piancó. 

Parabéns aos políticos de IGARACY;











 Fotos e texto: Manoel Nouzinho

Dilma se complica com saída de Temer que se aproxima cada vez mais do poder

A decisão do vice Michel Temer (PMDB) de abandonar a articulação política é o que de pior poderia acontecer a presidente Dilma. Analistas políticos experientes dizem que ele nem precisa passar a conspirar contra a titular do cargo: ainda que não estimule isso, o Palácio Jaburu, sua residência oficial, vai virar local de romaria de parlamentares que sonham com a queda de Dilma e a posse dele no Palácio do Planalto.
Para o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), Temer nem precisa fazer coisa alguma. “Se ficar quieto, a presidência cai no seu colo”. Temer é reconhecido pelos amigos por sua lealdade e ponderação, mas Dilma e o PT sempre o trataram com desdém e desconfiança. O afastamento de Temer fortalece a defesa que o grupo liderado por Eduardo Cunha faz do rompimento do PMDB com o PT e o governo.
Sem o PMDB na bancada governista, o impeachment de Dilma pode deixar de ser factível para se transformar em forte possibilidade. (Coluna Cláudio Humberto)

Demonstração de força: Até líderes de partidos governistas se juntam à Cunha na noite em Brasília e legitimam sua Presidência

O deputado Eduardo Cunha (PMDB), presidente da Câmara, foi denunciado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, mas a situação política dele parece mais sólida do que a da presidente Dilma Rousseff, que não tem sido incomodada por investigações do Ministério Público Federal.
Na noite desta segunda-feira, ele foi alvo de significativo gesto político, com verdadeira "invasão" de líderes de vários partidos, à exceção do PT e do PSOL, inclusive integramtes da base de apoio ao governo Dilma. Eles estavam ansiosos para conversar com Cunha sobre o fato novo deste início de semana: a decisão do vice-presidente Michel Temer, de abandonar a articulação política do governo.
Os líderes acorreram à residência de Eduardo Cunha tão logo ele retornou de sua viagem a São Paulo, onde recebeu desagravo de sindicalistas aliados e parricipou de um encontro com presidentes das assembléias legislativas estaduais.
O gesto dos líderes de partidos como PMDB, PSDB, PSD, DEM, PTB, Solidariedade, PR, PHS etc foi interpretado como de reconhecimento de que, apesar da denúncia de que o deputado foi alvo no Supremo Tribunal Federal, ele continua com legitimidade para permanecer na presidência da Câmara. 
 

sábado, 22 de agosto de 2015

Presidente da Câmara de Itaporanga, Neném de Adailton que garante não votar na reeleição de Audiberg declara que não votará também numa provável candidatura do ex-prefeito Djaci Brasileiro: "Só votarei em um nome novo", disse.

Ao encerrar a sessão realizada na noite passada da Câmara Municipal de Itaporanga, o presidente Neném de Adailton fez mais um contundente discurso em que deixou claro ao povo itaporanguense sua posição política para a campanha eleitoral do ano vindouro. Ele que já havia se comprometido com a população em não votar na reeleição do atual prefeito Audiberg Alves (PTB), à quem apoiou em 2012, disse que não votará também em candidato que 'já foi prefeito'.
A declaração pega em cheio qualquer pretensão de candidatura que tenha na cabeça de chapa nomes que já governaram a cidade. Mesmo não o citando diretamente, Neném deixou evidenciado que não votará numa possível candidatura do ex-prefeito Djaci Brasileiro (PSDB). Entretanto, assegurou que vai votar junto com a oposição e, principalmente, em um nome 'novo'. Essa declaração chamou atenção imediata do meio político porque descarta de vez, pelo menos para as pretensões do presidente da câmara, o voto em Djaci.
Ele sonha em ser candidato a prefeito, mas para isso tem de deixar os quadros do PSB. Em não conseguindo essa possibilidade, Neném garante que só votará em um nome 'novo'. “Só votarei em candidato novo, quem já foi prefeito não terá meu apoio, porque acho que a política precisa de renovação, Itaporanga necessita de gente nova e ideias novas”, discursou. A base de situação recebeu com certo 'alívio' a declaração porque se não terá o apoio de Neném já sabe que o ex-prefeito Djaci, em tese o concorrente mais forte para bater a reeleição de Audiberg, também não o terá.
Digo em tese porque em política nada é exato e poderá surgir esse candidato 'novo' que agregue o desejo de mudança que vem se construindo na população com força suficiente para desalojar o atual prefeito da principal cadeira existente no Paço Municipal 'José Moacir Pinto'. Segundo candidato mais bem votado nas eleições municipais de 2012 para o Legislativo-Mirim local, quando obteve 770 votos, o vereador Neném de Adailton (PSB) foi eleito pela coligação que elegeu o atual prefeito mas decidiu, desde o ano passado, romper com seu antigo aliado e passar a compor com as oposições para a disputa de 2016.
 

TRE deve julgar em setembro ação que pede a cassação de Ricardo Coutinho

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) poderá julgar em setembro uma das ações que pedem a cassação do governador Ricardo Coutinho. O processo que está pronto para julgamento é o que trata da concessão de benefícios fiscais pelo governo do estado, com fins eleitorais. O relator, desembargador José Aurélio da Cruz, já concluiu a instrução e deu um prazo de dois dias para as partes apresentarem suas alegações finais, após o que ele deverá pedir pauta para julgamento. A ação é de autoria da coligação A Vontade do Povo, do senador Cássio Cunha Lima.

São objeto da denúncia:

1º) Renúncia de Crédito Tributário relativo ao IPVA, através da Medida Provisória n. 215 que, embora publicada em 30.12.2013, teria os seus efeitos financeiros engatilhados até o dia 31.05.2014, último dia para que os proprietários de motocicletas de até 150 cilindradas pudessem fazer jus ao perdão das suas dívidas para com o erário estadual;

2º) Renúncia Fiscal de Créditos Tributários relativos ao ICMS - Medida Provisória n. 225, editada em 28.04.2014, objetivando dispensar ou a reduzir multas, juros e demais acréscimos legais relacionados com o ICMS, cujos fatos geradores tenham ocorrido até 31 de dezembro de 2013;

3º) Renúncia Fiscal de Créditos Tributários relativos ao ICMS - Desvirtuamento do Programa Gol de Placa - Distribuição Gratuita de Bens implementada em ano eleitoral (...); ao promover uma série de alterações no Programa Gol de Placa, especialmente com a regulamentação da Lei n. 10.231/2013, em 10 de janeiro de 2014 (Decreto n. 34.454/2014), benefícios fiscais teriam sido estendidos aos beneficiários do Programa Bolsa Família.