terça-feira, 22 de abril de 2014

Marmelada? Pesquisa de instituto registrado como “Olho D’água dos Bredos” difere dos números do IPESPE, CONSULT e 6SIGMA...

marmelada
A pesquisa divulgada hoje (22) pelo Sistema Arapuan de Comunicação (ex-empresa do secretário estadual de Comunicação Luís Tôrres) trouxe um cenário da disputa eleitoral bastante duvidoso, onde a diferença entre o senador Cássio e o governador Ricardo Coutinho cai para 13 pontos percentuais. 
Segundo as três últimas pesquisas (Consul, 6Sigma e Ipespe), a diferença menor é 20 pontos. Mas, a pesquisa do Sistema Arapuan apresenta um cenário menos ruim para o governador. Registrada sob o número 00006/2014, o levantamento mostra, na estimulada, o senador Cássio com 39,40% da intenção de votos, seguido de RC com 26,40% e o ex-prefeito Veneziano com 10,20%.
O nome de registro do instituto, que se apresenta como Múltipla (nome fantasia), é bem peculiar: "Olho D'água dos Bredos". O mais interessante é que, das últimas pesquisas pra cá, não houve nenhum movimento no ambiente político que favorecesse o governador. Muito pelo contrário, nesse intervalo de tempo, Ricardo demitiu milhares de comissionados, perdeu deputados na Assembléia e ainda sofre desgaste do debate sobre a possível reprovação das contas de governo.
Estranho, né? Esta é daquelas pesquisas que nem o próprio governador acredita... (com Kardec)

C.S. é campeão do Torneio de Campo em Igaracy



O torneio que vinha acontecendo há dois fins de semana na cidade de Igaracy, foi emocionante até os últimos minutos. Neste domingo quatro jogos movimentaram a cidade logo pela manhã. A tarde dois jogos, o primeiro com a disputa do 3º lugar entre Cochos e Real Madrid de Aguiar, tendo o time dos Cochos como vencedor, logo depois aconteceu a final entre C.S. e Igaracy F.C. depois de todo o jogo, a partida foi para os pênaltis e teve o C.S. como campeão.

Veja a premiação;
1º lugar: C.S. de Igaracy – R$ 500,00;
2º lugar: Igaracy F.C. – R$ 300,00;
3º lugar: Cochos – 200,00;
4º lugar: Real Madrid de Aguiar – 01 bola de campo.

Depois do sucesso do torneio, o jovem Golinha que organizou tudo, disse que no mês do julho a cidade terá um campeonato, desta vez com times de toda a região e com uma premiação de R$ 1.500,00.  


segunda-feira, 21 de abril de 2014

Vale do Piancó a região com maior número de municípios cuja população encolheu em 13 anos...

Aguiar, no Alto Sertão paraibano, está entre os municípios que viram sua população encolher entre 2000 e 2013, segundo levantamento feito pelo Radar Sertanejo com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
O município que tinha a população de 5.638 moradores caiu, treze anos depois, para 5.586 habitantes. Aguiar está entre as 1.178 das 5.570 cidades do Brasil que viram suas populações encolherem. Outro município da mesma microrregião do vale do Piancó que também diminuiu a população foi Igaracy. O município que 6.307 habitantes reduziu seu número de moradores para 6.2, quase 300 a menos.
De acordo com levantamento com dados do IBGE, outros municípios do alto Sertão que também encolheram foram: Santa Helena (-3,6), Poço Dantas (-1%), Diamante (-4,1%), Ibiara (-5,6%), Curral Velho (-1,1%), Boa ventura (-14,9%), Santana de Mangueira (-10,8%). O vale do Piancó foi a microrregião que teve o maior número de cidades que encolheram.
Outras cidades cresceram a população, veja: Cajazeiras (+10,8%), São José de Piranhas (+7,2%), Sousa (+8,6%), Itaporanga (+14, 2%). (com Radar Sertanejo)

Irmão de Elba confirma presença da cantora na festa junina deste ano em Conceição.


Um irmão da cantora conceiçãoense Elba Ramalho confirmou, através de uma rede social, a presença dela na festa junina de Conceição este ano, e a data já está agendada.

Conforme Hiráclinto Ramalho, sua irmã famosa está de volta à terra de origem no dia 25 de junho, quando fará um show público no espaço batizado com seu nome: Centro Cultural Elba Ramalho, local onde são realizadas as grandes festas públicas de Conceição.

(Última visita da artista a sua casa onde nasceu - 2007)

Será a oportunidade de Conceição e o Vale prestigiaram a conterrânea famosa, a filha do seu João Nunes, que viveu até seus últimos dias em Ibiara.

Há muito tempo, Elba não pisa em seu chão, e pretende reencontrar suas origens. 

Fonte: Folha do Vali

sábado, 19 de abril de 2014

Igaracyense se encontra com o humorista Nelson da Capitinga



I Igaracyense Rivaldo Souza, filho do inesquecível Zé Moleque, passou a tarde deste sábado (19) com o comediante global Nelson da Capitinga. O encontro aconteceu no Teatro da cidade onde mora em Minas Gerais, segundo Rivaldo a simplicidade toma conta dele e todos ficaram surpresos com a atenção dada por ele a todos os presentes no café.

Veja abaixo algumas fotos:





O Brasil perde o narrador Luciano do Vale;


UM ERRO: JULGAR AS PESSOAS, À TOA.

Por: Claudio Gomes

O mal de algumas pessoas, na maioria das vezes, é querer que todos aceitem suas ideias, suas imposições.
Mas, essas mesmas pessoas, não sabem aceitar opiniões diferentes das suas.
Ninguém é obrigado a aceitar.
Mas, existe algo que chama-se, respeito.
Respeito pela liberdade de expressão e pela pessoa, em si.
Algumas pessoas nos tratam bem, quando lhes convém.
Quando fazemos algumas críticas em relação a política, principalmente, as pessoas que nos tratavam bem, passam a nos ignorar.
Ora, saber aceitar críticas, é sinal de humildade e nobreza de espírito.
Muitas vezes pessoas iguais a mim, fazem comentários em relação ao cenário atual político, brasileiro.
Não quer dizer que estamos criticando essa ou, aquela administração.
Até porque, o quadro absurdo que domina a política em geral, deixa a desejar e, coincidentemente, muitas cidades pequenas espalhadas pelo Brasil, encontram-se nesse mesmo lamaçal, que é a nossa política no geral.
Claro, que existe um ou outro administrador, que se destacam.
Quando eu faço um comentário, eu não estou me referindo à todos os políticos.
Pois, sei que é difícil administrar qualquer cidade.
Principalmente, em nosso querido Nordeste.
A começar, pelo abandono por parte daqueles que encontram-se no poder maior (Brasília).
Da mesma forma que alguns políticos desejam que respeitem suas opiniões e seus cargos, esses políticos precisam humildemente, saber ouvir seus eleitores ou, possíveis apoiadores.
Não se pode fazer política, olhando seu próprio umbigo.
Ninguém chega ao poder, só.
É preciso unir forças.
É preciso valorizar as pessoas, em todos os momentos.
Não somente, quando lhes convém, repito.
Não se pode querer crescer, usando as pessoas.
E não é pelo fato de um comentário político em relação ao que acontece no Brasil, coincida com o que acontece com sua cidade, esse seja dirigido aos seus administradores.
NÃO!
Antes de alguém ficar tirando conclusões precipitadas, revejam seus conceitos.
Leiam com atenção, a forma que essas palavras são colocadas.
Muitas vezes, pessoas que não sabem interpretar aquilo que se ouve ou ler, acaba por afastar muitas forças que elas, no futuro, poderiam precisar.
Eu não comento mais a política em relação à essa ou, aquela cidade.
Agora, se os fatos coincidem, é porque a política em geral, decepciona.
Mas, isto não quer dizer que alguns políticos e cidadãos/eleitores, devam ficar com mi-mi-mi, uns com os outros.
Existe algo acima das picuinhas políticas.
E esse algo chama-se, cidadão, eleitor, povo ou como queiram chamá-los.
Mas, desde que refiram-se eles, com respeito.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Botafogo consegue segurar o Goiás e segue na Copa do Brasil

Botafogo consegue segurar o Goiás e segue na Copa do Brasil
O Botafogo-PB fez o que precisava. Em noite de atuação madura, o time paraibano segurou o Goiás no estádio Serra Dourada e avançou para a segunda fase da Copa do Brasil com o placar de 0 a 0. Apesar de ter perdido no jogo de ida em João Pessoa por 2 a 0, o Esmeraldino praticamente não conseguiu ameaçar o goleiro Genivaldo e ampliou a crise que havia ficado evidente com a perda do título estadual no último domingo. Para piorar o cenário, o meia Carlos Alberto entrou no intervalo e foi expulso aos 37 minutos do segundo tempo por cometer duas faltas duras.
O Belo agora enfrentará Santa Cruz ou Lagarto na segunda fase, mas antes voltará suas atenções para o Campeonato Paraibano – jogará domingo contra o Sousa. Já o Goiás, que não marca gols há quatro partidas, tentará a reação no Campeonato Brasileiro. Também no próximo domingo, o time do técnico Ricardo Drubscky, que estreou nesta quarta-feira, atuará diante do Flamengo no estádio Mané Garrincha, em Brasília. E por ter sido eliminado da Copa do Brasil, o Goiás garantiu participação na Copa Sul-Americana deste ano.
Botafogo-PB segura o resultado com eficiência 
Embora precisasse de pelo menos dois gols para seguir vivo na Copa do Brasil, o Goiás parecia estar em campo carregando o peso da perda do título estadual no último domingo. Com apenas duas mudanças, o time da casa tinha como principais novidades duas figuras do banco de reservas. O goleiro Harlei comandou a equipe ao lado do técnico Ricardo Drubscky, contratado para substituir Claudinei Oliveira. O Botafogo-PB ignorava a crise do adversário e tinha como aliados não só o momento atual de pressão no Goiás como também o bom placar construído no jogo de ida.
Além disso, os jogadores do Belo mostravam muita disposição desde o início, dificultando as ações do Goiás. Os visitantes ainda saiam em contra-ataques perigosos, parados quase sempre com faltas. Em pouco tempo o Verdão já tinha três jogadores amarelados. Magno Alves até balançou as redes, porém, estava em condição irregular, e o lance foi anulado. Pio assustou em cobrança de falta aos 43 minutos. A melhor chance do Goiás foi com Rychely, que tentou em dois tempos dentro da área. Na segunda tentativa, o atacante quase encobriu Genivaldo.
Carlos Alberto entra no segundo tempo e é expulso 
Na volta do intervalo o Goiás apresentou duas mudanças, sendo uma delas o experiente meia Carlos Alberto, de 29 anos, que substituiu João Paulo. Thiago Mendes entrou na vaga de David, no entanto, as duas substituições não mudaram o rumo da partida. O goleiro Genivaldo praticamente não teve trabalho para segurar o ataque esmeraldino, uma vez que, a defesa do Botafogo-PB continuava muito disposta. Além de marcarem de perto, os paraibanos se atiravam na bola para evitar que passes em profundidade fossem completados.
Carlos Alberto era muita conversa e pouca efetividade em campo. Mal entrou no jogo o meia já discutia com a zaga adversária. Desentrosado, ele não conseguia armar as jogadas ofensivas. Para piorar, ainda recebeu o segundo cartão amarelo aos 37 minutos por cometer falta dura e foi expulso. Ao Belo restava administrar o confronto e esperar o fim do jogo para celebrar a classificação. A equipe ameaçou com Cléo em chute de fora da área aos 25 minutos. Ainda com a bola rolando, a torcida esmeraldina protestou contra a fase do time.
 Globo Esporte.Com- PB

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Agora pronto! Comerciantes são proibidos de vender lanches em frente ao Colégio do Município em Igaracy.



Um grupo de pessoas que vivem diariamente do comercio autônomo na cidade de Igaracy, encontram-se revoltados com a atitude tomada nos últimos dias pela administração local. O fato é que mais de dez pessoas sobrevivem das vendas de produtos como rosquinhas, pasteis, coxinhas, picolé e outas coisas; e de uma hora para outra foram informados que não podem mais comercializar seus produtos em frente ao Colégio Municipal Nossa Senhora dos Remédios. Incrível né? Nenhuma explicação convincente foi dada aos pequenos comerciantes, apenas que a partir desta semana, eles não podem mais vender seus produtos em frente à escola.
Como fica a situação de cada família dessas que dependem exclusivamente deste comercio para sobreviverem, qual solução será dada e ainda, como fica a economia local? Isso mexe do pequeno ao médio comerciante, pois uma coisa leva a outra. Ex: quem vende pastel, vai ao mercadinho e compra óleo, massa e ovo, além de comprar o botijão de gás, isso tudo é comprado aqui mesmo na cidade e o dinheiro claro, circula aqui mesmo.
Tem coisas que acontecem aqui, que só sendo aqui mesmo para acontecer viu. Veja abaixo parte de um texto postado no facebook por uma filha de Igaracy que mora hoje em João Pessoa já por falta de oportunidades aqui na cidade:

"Fico besta com certos acontecimentos em Igaracy. Quer dizer que proibiram a venda lanches em frente a escola? Isso incomoda a quem?
Pelo contrário, é o ganha pão de famílias e os alunos gostam, pq quando eu estudava adorava as rosquinhas de Nenzinha e Côdora. Tanta coisinha errada que tem em Igaracy e vão proibir logo isso! Faça mil favor!
Pouca vergonha! E quem precisa do dinheiro faz o que? Ela vai dar emprego é? Pelo que sei a Prefeitura já está abarrotada de funcionários. Qual a solução?
Interessante fecha os olhos pra muita baixaria aí em Igaracy e quer mostrar trabalho com isso! Dá licença!"

Parabéns pelas palavras Corrinha Felismino.
Boa sorte a todas as comerciantes, que de certo devem procurar o MP para lhes orientar.

Moradores de Igaracy buscam preservar as tradições da cidade, veja:



Os moradores da pequena cidade de Igaracy, no Vale do Piancó, ainda resistem a modernidade quando se fala em tradição. Neste período do ano, precisamente na Semana Santa, alguns moradores se vestem com roupas velhas e folgadas, colocam algo para cobrir o rosto (que são chamadas de Caretas) e saem pelas ruas da cidade e também pela zona rural pedindo algum tipo de contribuição para a tradicional “malhação do Judas”. Aquilo que é arrecadado, seja dinheiro, alimentos ou qualquer tipo de objeto é colocado segundo o costume, no centro de uma roda de homens, armados com chicotes (conhecidos como Réis), feitos dos mais diversos tipos de matérias (cordas, pneus e pano) e os mais corajosos da cidade entram na roda, mesmo debaixo de muita surra tentam “roubar” o máximo de objetos deixados no centro.

Na realidade o maior valor não é e nunca foi o objeto que é tirado do meio da roda de homens, mais a continuidade da tradição, que segundo os mais antigos vem de muito longe e os mais novos não podem e nem devem deixar essa festa tradicional morrer.

Veja abaixo alguns “caretas” andando pelas ruas de Igaracy na manhã desta quarta-feira (16):


Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna